A notícia de mais uma amiga grávida me fez chorar desesperadamente…


Meu nome é Jaqueline, tenho 33 anos e uma filha que vai completar um ano agora em agosto, a Helena.

Espero que meu testemunho leve a esperança a todas vocês que estão na luta para engravidar. Fui uma tentante por 2 anos, eu sei que pode parecer pouco perto de muitas outras histórias, mas pra mim parecia uma eternidade.

Primeiro, vou contar um pouco da minha caminhada com Cristo: eu me converti aos vinte e poucos anos depois que minha mãe começou a frequentar uma igreja evangélica perto de casa.  Apesar de ter experimentado o amor de Cristo, nessa época eu não conhecia a palavra e devido a pouca idade, continuei levando a minha vida sem me preocupar se aquela forma de viver era vontade de Deus.

Mas Deus foi agindo na minha vida e me trazendo pra perto dele de várias formas.  Depois de alguns anos longe da igreja e morando com meu namorado, hoje atual marido, a situação começou me incomodar, eu não estava feliz, algo me dizia que aquela forma de viver não estava certa e não agradava a Deus! Foi quando, depois de muitas buscas, eu novamente encontrei uma igreja onde conheci a palavra de Deus e pude entender o que Ele queria para minha vida.

Foi então que eu e meu marido decidimos nos casar e ele se converteu no mesmo ano, um pouco antes do nosso casamento. Nossa vida se transformou, o casamento e a família fizeram com que tudo adquirisse mais sentido, Deus nos mostrava a cada dia como era bom caminhar ao lado Dele.

Depois de um tempo juntos decidimos ter nosso baby! Eu me planejei tanto, no trabalho, financeiramente, estava tudo pronto para a chegada do nosso filho, porém ele não veio na hora que eu quis. Lembro que fomos fazer um intercâmbio em Londres e lá começaram as tentativas. Eu tinha certeza que voltaria grávida e feliz, mas os meses foram se passando e cada menstruação que vinha era um choro escondido no banheiro. Bem, depois de seis meses de tentativa, procurei pelo meu médico e fizemos todos os exames e nada constava de errado nem comigo, nem com meu marido. As pessoas diziam que era ansiedade e que quando parasse de preocupar, o bebê viria. Isso é o que qualquer mulher tentando engravidar não quer ouvir, é horrível, não existe um botão que simplesmente “desligue” as nossas preocupações.

Enfim, passou um ano e nada de engravidar, foi então que pedi para meu médico fazer um exame chamado Histerossalpingografia, pois tinha ouvido falar que ele ajudava engravidar, já que ele injeta um líquido nas trompas e é como se lavasse, então daria para ter uma ideia do que estava acontecendo no aparelho reprodutor. Foi nesse exame que apareceram umas aderências porém o médico não podia afirmar o que era, disse que não era isso também que me impedia  de engravidar já que as trompas estavam  livres! Eu me perguntava, então porque não conseguia engravidar?

A partir daí partimos para uma clínica de reprodução humana onde fizemos  algumas tentativas como coito programado, porém eu não respondia aos medicamentos e isso foi gerando um stress tão grande entre eu e meu marido que resolvi que aquela não era a hora e que se não estava em paz não podia continuar por esse caminho.

Um dia depois de receber a notícia de mais uma amiga grávida eu chorei desesperadamente e comecei a ouvir uma palavra do Pastor Ed. Renne que falou muito no meu coração. Coloquei diante de Deus toda minha angústia, todo meu desespero e comecei a escrever tudo aquilo que estava sentindo. Até hoje tenho esse papel guardado e resumidamente diz assim:

“Senhor coloco diante de Ti meu coração, meu sonho, me mostra um caminho. Senhor, me mostra se estou no caminho certo Pai, o caminho que Te agrada, se a minha vontade é a Tua vontade. Eu preciso ter paz para prosseguir, preciso da Tua paz, aquela que excede todo entendimento. Conceda sabedoria e paciência para lidar com as frustrações que estão por vir. Pai, tem misericórdia de mim que sou pecadora e nada mereço, mas que, mesmo assim,  o Senhor se revelou a mim, o Teu amor e a Tua graça me alcançaram e por isso que eu suplico: não me deixe nesse barco sem a sua direção!”

Depois desse dia, eu encontrei um médico professor da Unifesp que olhou meus exames e disse que eu era muito nova pra tentar tratamentos tão agressivos logo de cara, que seria melhor fazermos uma videolaparoscopia investigativa e só depois escolher um tratamento. Foi o que fizemos e, em outubro de 2014, me submeti à cirurgia na qual foi constatado que eu tinha endometriose e outras coisas com nomes estranhos que não apareciam nos exames, mas só na cirurgia foi possível constatar e tratar.

Eu fiz a cirurgia em outubro e em janeiro 2015 estava agendada a primeira tentativa de Inseminação Artificial, porém em dezembro eu descobri que estava grávida para Glória de Deus Pai. Foi uma emoção que até hoje só de pensar e escrever eu choro! A Helena foi um presente de Deus, eu amo ser mãe, o amor superabundou aqui na nossa família e eu sou muito grata a Deus, pois a Helena veio na hora certa.


Hoje consegui parar de trabalhar pra ficar com ela e meu marido faz muito homeoffice, então estamos vivendo um tempo de grande alegria vendo nossa pequena crescer em estatura, sabedoria e graça.

Uma mensagem que eu deixo é: “Confie nas promessas do Senhor, se seu sonho é legitimo Deus não falhará”!

0 visualização
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
Siga-nos nas redes sociais!

© 2023 by BINK. Publishers. Proudly created with Wix.com