A mulher moderna e os seus desafios



É comum nos dias de hoje ouvirmos vários conselhos a respeito do que devemos ou não fazer com nossas vidas. Isso vale para nosso relacionamento com Deus, família, educação dos filhos, trabalho, casamento, ministério, vida social, vida amorosa, vida fitness, alimentação e mais tanta coisa que é possível inventar para que nos preocupemos e nos sobrecarreguemos ainda mais.

Todas nós temos momentos de alegrias e tristezas, desafios que foram alcançados com maestria e outros nem tanto assim. Podemos fazer listas de tarefas que precisam ser feitas em tantas áreas que muitas vezes nos esquecemos de nosso referencial e a quem de fato deveríamos escutar quando se trata de ser e estar.

📷

A vida moderna traz consigo muitas positividades. Podemos ter a liberdade de escolhermos o que fazer, como fazer. Se queremos trabalhar ou não. Se queremos nos dedicar a um ministério específico. Podemos sonhar desde pequenas com a conquista do mundo ou então com a alegria de construir uma família e quem sabe até as duas coisas.

Mas você já parou para pensar o preço que tem sido pago por tudo isso? Por toda essa autonomia e liberdade? Tem valido a pena viver da maneira como o mundo e a sociedade nos convidam a viver? Todas as atividades e exigências para que possamos ser reconhecidas estão de fato trazendo a paz e liberdade almejadas?

Te convido a caminhar um pouquinho comigo para olharmos através da perspectiva do Criador o que de fato nos ajudará em meio a tantas tarefas e papéis a serem realizados a sermos mulheres e mães modernas, livres e realizadas por simplesmente sermos.

Relacionamento com Deus!

Você deve se lembrar de Maria. Aquela que enquanto sua irmã Marta ficava enlouquecida, trabalhando para receber bem Jesus e seus discípulos “virou visita”. Quando imagino essa cena me imagino como Marta, furiosa porque minha irmã havia deixado todo o trabalho em minhas mãos enquanto “curtia” Jesus falando. (Lc 10:42).

Mas na verdade Maria escolhera a boa parte. Ela percebeu que aquele momento era único e especial e que nada poderia atrapalhar sua escolha, nem mesmo o Mestre. Ela possuía dentro de si uma necessidade de estar na presença de Jesus e de ouvir suas palavras eternas. Ela também tinha entendido que não havia o que pudesse preencher seu vazio senão a presença do Pai.

Nós corremos demais em tudo, com todas as coisas que precisamos fazer e com tudo que nos dão para fazer que muitas vezes nos esquecemos de SER. Precisamos nos lembrar de que somos amadas, filhas queridas e cheias de talentos, mas primeiramente cheias da graça e do amor de Cristo.

Só conseguiremos ter paz e equilíbrio nos relacionando todos os dias com nossa Fonte de Amor. É necessário deixarmos tudo de lado, nem que seja de madrugada, para nos encontramos com Jesus e ali sentar aos seus pés, mesmo que seja para pegar no sono.

Só seremos completas nos dedicando a uma vida de oração e estudo da palavra de Deus. Não existe milagre, apenas n’Ele encontramos verdades libertadoras e de vida.

Nada se compara ao relacionamento íntimo e pessoal que podemos ter com nosso amado Jesus. Esse é sem dúvidas o primeiro e maior desafio que encontramos por sermos mulheres, mães e cristãs, mas com certeza o passo primordial a ser conquistado para que tudo o mais que precisamos ser e fazer sejam norteados para uma vida abundante, santa e irrepreensível.

Nas próximas semanas vou trazer artigos sobre:

Casamento

Filhos

Trabalho e maternidade

📷Gracy Alvarenga

Filha de Deus, esposa do Mauricio, mãe da Sophia e do Arthur, trabalha como psicóloga clínica e palestrante.

0 visualização
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
Siga-nos nas redes sociais!

© 2023 by BINK. Publishers. Proudly created with Wix.com