Poupar. Use este dom de forma Divina.


Essa capacidade temporária de poupar jamais pode exceder ou substituir nossa dependência do Senhor, afinal, é mais um instrumento de Sua graça. A poupança é um meio, não um fim para amenizar nossa ansiedade. Penso que os pais também devam ensinar os seus filhos a pouparem desde cedo para que isso se torne um hábito saudável. Semana passada achei um artigo interessante pela simplicidade da crítica  e, mais interessante ainda, a quem foi direcionada. Quem criticou foi o bilionário investidor em títulos Bill Gross e quem recebeu foi nada mais que Janet Yallen, presidente do maior banco central do mundo, o Banco Central Norte Americano ( The FED).

A frase foi simplista “Bancos centrais devem aprender com jogo Banco Imobiliário”.

O que me chamou a atenção nesse artigo ou nessa frase é que foi dita por um dos principais multimilionários do nosso planeta, não que ele seja uma pessoa a ser seguida ou uma pessoa de caráter incontestável, não é isso que estou dizendo, quero somente me atentar à sua frase.

A ideia principal que ele está tentando chamar a atenção é pela falta de capacidade dos bancos centrais em lidar com a atual crise (entenda-se crise a capacidade dos PIBs crescerem), ele está dizendo basicamente que injetar dinheiro indistintamente mercado a fora, não resolve.

Gross faz uma alusão ao jogo de tabuleiros Banco Imobiliário

Quem conhece esse jogo sabe que cada jogador recebe uma quantia inicial e depois mais uma quantia a cada volta no tabuleiro e, a partir daí, entram os principais componentes do jogo, capacidade de poupar, negociar e, claro, a sorte, pois estamos falando de um jogo de dados. Ganha o jogo quem consegue fazer os oponentes quebrarem ou quem, no final, tiver maior capacidade de poupar no jogo.

Até aí nenhuma novidade, mas a crítica de Gross começa aqui, existe uma pessoa que faz o papel do organizador do jogo, apelidado de Banqueiro. No meio do jogo, mesmo que o banqueiro queira flexibilizar as regras para ajudar os jogadores a não quebrarem, para não saírem do jogo, ele só estará postergando essa saídas ou essas quebradeiras. Será questão de tempo para isso ocorrer. Ele não conseguirá evitar, um ou outro ou a maioria irá quebrar.

Tá, mas e aí? O que isto tem a ver com poupar?

Na minha profissão a maioria das pessoas que atendo são pessoas que considero bem sucedidas financeiramente e profissionalmente e algumas muito bem sucedidas. A pergunta que me faço e que alguns amigos já me fizeram é:  “Qual o segredo ?”, “tem algum segredo para eles ganharem essa dinheirama?”

A resposta é: não sei. Por que respondo isso? Porque cada pessoa tem a sua história, algumas menos impactantes como herança de bens, herança de negócios, outras mais impactantes como pessoas que foram camelôs ou simples serventes e se tornaram milionários, outras histórias de pessoas com capacidade intelectual privilegiada, outras com capacidade mais limitada. Enfim não consigo achar uma única razão evidente.

Uma coisa em comum entre as pessoas bem sucedidas é a capacidade de poupar

Entretanto, o que me chama a atenção em todas essas pessoas, que o banco imobiliário nos ensina brincando, a capacidade de poupar que elas têm. Grandes líderes da nossa fé Judaico/Cristã tiveram essa capacidade de poupar, (diferente das nossas nos dias atuais) Abrãao, Jó… a de José no Egito foi a mais brilhante para mim, salvou uma nação ensinado a poupar recursos. Eu devo estar esquecendo e sendo injusto com outros líderes e personagens bíblicos por não citá-los.

Essa capacidade temporária de poupar jamais pode exceder ou substituir nossa dependência de Deus, afinal, isso é mais um instrumento de Sua graça. A poupança é um meio, não um fim para amenizar nossa ansiedade. Penso que os pais devam também ensinar os seus filhos a pouparem desde cedo para que isso se torne um hábito saudável.

Poupar e ensinar a poupar não é tarefa fácil

Requer abrir mão, algumas vezes, de conforto e desejos, além disso precisa gastar ou investir tempo em controle de gastos. Acredito que hoje as pessoas têm dificuldade em refletir e meditar nas compras que fazem, em questionar qual a verdadeira motivação para aquilo. Enfim, cada um com as suas limitações eu acredito que poupar “pode ser simples, mas não é fácil”.

Para você que chegou até aqui, já conseguiu como poucos romper essa barreira e consegue poupar com maestria, acredito que agora o melhor caminho seria seguir os passos de Jesus de Nazaré, já que a graça do Senhor o atingiu.

Então seja um presente de Deus para a humanidade, utilize esse dom de poupar de forma misericordiosa. Busque Nele como melhor usá-lo. Um dos mandamentos de Jesus é a generosidade aos pobres, viúvas e órfãos e, provavelmente fazendo assim, você estará usando esse dom de forma divina e ensinando os seus filhos com atitudes.

Tiago 1:27 – A religião que Deus, o nosso Pai, aceita como sincera e imaculada é esta: cuidar dos órfãos e das viúvas em suas dificuldades e, especialmente, não se deixar corromper pelas filosofias mundanas. 

Mas este é um assunto para um próximo artigo. Até mais!

Daniel Reis é formado em administração com MBA em economia pela USP, está há 13 anos no mercado financeiro e atua como consultor de investimentos com certificado CEA-Ambima.  

0 visualização
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram
Siga-nos nas redes sociais!

© 2023 by BINK. Publishers. Proudly created with Wix.com